20 de jul de 2013

Julia 388 - Encanto Diabólico - Robyn Donald


Só podia ser um encanto diabólico que Rafe exercia sobre Janet.
A determinação de desprezá-lo ruía toda vez que ele lhe queimava os lábios num beijo voraz. Ela se sentia derreter sob aquele olhar cheio de malícia e rancor...
Ele a recriminava por erros que não eram seus; desprezava-a por despertar-lhe um louco desejo. Para aplacar aquela atração selvagem e
insensata só havia um meio: dar a Rafe um verdadeiro motivo para se afastar... Para sempre!

Achei cansativa a estória. Ela volta depois de anos pois o ex-marido vai se casar com a meia irmã. O mocinho, que é meio-irmão da meia-irmã (isso mesmo rsrs) aparentemente a odeia, xinga ela o tempo todo, pois acredita que ela seja uma qualquer (típico).
Ela precisa contar toda a verdade sobre o ex marido mas teme ninguém acreditar nela, então fica levando coice do mocinho machão o tempo todo, até o final do livro.

Download Aqui

Um comentário:

  1. Com todo o respeito às demais opiniões, mas para mim esse livro é horrível. O comportamento familiar é bizarro e indecente. No início até senti pena da Janet, mas a autora acabou por torná-la patética, irritante e burra. Não consegui enxergar sentimentos bons em ninguém nessa estória. Mocinho prepotente, com um ego enorme, quantas vezes ele diz que levaria a tonta pra cama quando bem quisesse, e ainda a chamava de prostituta. Quem em sã consciência se deixaria ser ofendida e humilhada sem se defender do jeito que Janet foi? (Nem Madre Teresa seria tão passiva). Ela com a mesma atitude o livro todo: Conto ou não conto? Falo ou não falo? Gente ela não devia nada pra ninguém, simplesmente joga a merda no ventilador e pronto, cada um que se resolva, a parte dela estava feito. Foi cansativo esse lenga lenga: xinga e beija, beija de novo e xinga de novo, e ficou só nisso. Conteúdo é fraco, o tema é bom, mas não foi bem desenvolvido!

    ResponderExcluir