23 de mar de 2017

Codinome Lady V - Lorraine Heath - Os Sedutores de Havisham # 1


Cansada de rejeitar pretendentes interessados apenas em seu dote escandalosamente vultoso, Minerva Dodger decide que é melhor ser uma solteirona do que se tornar a esposa de alguém que só quer seu dinheiro. No entanto, ela não está disposta a morrer sem conhecer os prazeres de uma noite de núpcias e, assim, decide ir ao Clube Nightingale, um misterioso lugar que permite que as mulheres tenham um amante sem manchar sua reputação.

Protegida por uma máscara e pelo codinome Lady V, Minerva mal consegue acreditar que despertou o desejo de um dos mais cobiçados cavalheiros da sociedade londrina, o Duque de Ashebury. E acredita menos ainda quando ele começa a cortejá-la fora do clube. Por mais que ele seja tudo o que ela sempre sonhou, Minerva não pode correr o risco de ele descobrir sua identidade, e não vai tolerar outro caçador de fortunas.

Depois de uma noite de amor com Lady V, Ashe não consegue tirar da cabeça aquela mulher de máscara branca, belas pernas e língua afiada. Mesmo sem saber quem ela é, o duque nunca tinha ficado tão fascinado por nenhuma outra mulher antes.

Mas agora, à beira da falência, ele precisa arranjar muito dinheiro, e rápido. Sua única saída é se casar com alguma jovem que tenha um belo dote, e sua aposta mais certeira é a Srta. Dodger, a megera solteirona que tem fama de espantar todos os seus pretendentes.

RESENHA:
23/03/2017

Minerva é uma mulher muito à frente do seu tempo e por esse motivo ela afasta qualquer candidato à marido. Ela fala absolutamente tudo o que pensa e entende de assuntos que eram apenas permitidos aos homens discutir. 
Além disso, ela não chama a atenção pela beleza. Perto das outras mulheres da sociedade ela é uma moça muito comum, que passa despercebida nos bailes e eventos.
Porém, seu dote extremamente generoso atrai inúmeros cavalheiros oportunistas que querem tirar o pé da lama ou aumentar sua fortuna.
Depois de receber um pedido mais estranho que outro e no mínimo ofensivos, ela desiste de vez e se assume solteirona. Contudo ela quer conhecer os prazeres que um homem pode proporcionar e mais que tudo, quer ser desejada como mulher e não como fonte de dinheiro.
Então ela decide ir ao clube de mulheres Nightingale, lugar onde elas podem realizar suas fantasias, encontrar amantes e desfrutar da luxúria sem que ninguém saiba quem são, pois todas usam máscaras.
Logo de cara ela encontra o mais libertino de todos, o Duque de Ashebury, frequentador do lugar que imediatamente se sente atraído por ela. Estranho que para quem nunca havia notado a existência dela, ali de máscara ele se encantou.

Esse começo foi muito gostoso, a leitura fluiu rapidamente. Porém passado esse alvoroço inicial, a estória decaiu muito na minha opinião e o casal não me convenceu.
Poucos diálogos e muita, mas muita narrativa sempre girando em torno do mesmo assunto, incansavelmente. Ashe só pensava em levá-la para a cama e seus pensamentos eram somente sobre isso. Minerva que tanto me cativou pela sua atitude, após um tempo perdeu a graça e começou a fazer muito doce. Acabou me cansando!
A estória tinha tudo para ser incrível, mas a autora tirou a diversão. Ashe logo desconfia quem é a mascarada, e para quem nunca notou aquela mulher antes, achei que não convenceu. Também achei que faltou humor, joguinhos, mistério....
E quando tudo parecia certo, algo acontece e ele é posto contra a parede. Aí nessa hora ele se saiu horrivelmente, muito canalha. 
No entanto, alguns outros personagens me interessaram mais. Espero outras estórias :-)
Enfim, mais uma vez eu vou contra a maioria. Não funcionou pra mim, mas essa é apenas minha opinião e o livro não pode ser baseado nela. Afinal, gosto é muito particular ;-)
Espero que você goste!

Nenhum comentário:

Postar um comentário