3 de jan de 2012

Julia 922 - Beija-me com paixão - Jacqueline Baird

Pode o amor sobreviver a mentiras e segredos?

Os lábios de Zoe, trêmulos, procuraram os de Justin. A boca máscula apossou-se dos lábios macios, e nada mais pareceu existir ao redor. Zoe entregou-se de corpo e alma àquele beijo, saboreando o mesmo encanto que experimentara no passado. Por um breve momento, tentou esquecer que tudo não passava de um jogo. Afinal, seu papel era apenas seduzir Justin, e não se apaixonar por ele!

Acontece de tudo nesse livro! O resumo aqui é muito fraco.
A estória começa bem morninha mas depois prende a atenção.

Confesso que a mocinha me irritou! Acreditava em tudo que diziam a respeito do marido mas nunca na versão nele.
Só deu bola fora e piorava quando tentava consertar, era submissa quando precisava se impôr.
Achei o final meio broxante, esperava mais reação por parte dele.
Mas é cheio de surpresas, desencontros .... de parado não tem nada e por isso recomendo!


Quer baixar esse livro? Por favor, respeite os créditos que constam no livro.Se for repassar, não o modifique. Clique Aqui

3 comentários:

  1. Respostas
    1. Já arrumei, obrigada por avisar!!
      Boa leitura!!

      Excluir
  2. É um bom romance sem dúvida. Porém, aqui não temos personagens perfeitos e nem inocentes. Justin um advogado inteligente, mais velho e experiente em “todos” os sentidos, poderia ter lidado melhor com a situação. Zoe era jovem e imatura sim, mas teve bons motivos para não confiar em Justin. Qualquer mulher ficaria com a pulga atrás da orelha com os boatos que ela ouvia. E como diz o ditado: onde há fumaça há fogo. Se na festa de 18 anos de Zoe, Justin já a amava e queria pedi-la em casamento, por que desfilou com a tal Janet justo nesse dia, esfregando a peguete na cara da Zoe? Pior, ainda continuou com a vaca por anos. E pra fechar com chave de ouro ainda visita a vagaba na véspera do seu casamento!? Será que todos os homens realmente são ingênuos assim? Não sou a favor desse lance de “amigos com benefícios”, isso ñ existe, sempre uma das partes envolvidas pensará diferente, como no caso da Janet, e será que Justin nunca percebeu isso, ao ir correndo ajudar a “amiga” depois do romance que viveram por tanto tempo? Mas, não deixa de ser uma boa leitura...

    ResponderExcluir