20 de jul de 2010

Bianca 169 - Suspeita - Sarah Holland

Como pode uma mulher perdoar o marido que lhe foi infiel no dia do casamento?

Laura não conseguiu. Por isso, seu sonho de amor com Jake Ashton acabou amargamente, antes mesmo de começar. E agora, um ano depois, a ferida mal cicatrizada tornou a se abrir, pois Jake apareceu de novo em sua vida, fazendo-a reviver toda a dor e desilusão. O pior era que teriam que trabalhar juntos. Ou isso, ou Laura perderia o emprego. Não deixaria que ele a destruísse novamente! Que decidisse seu destino e estraçalhasse seu coração. Já que não podia evitá-lo, ela o enfrentaria. Mas não esperava que ele fosse cruel a ponto de obrigá-la a conviver com a mulher que tinha causado sua desgraça!

Quer baixar esse livro?Por favor, respeite os créditos que constam no livro.Se for repassar, não o modifique. Clique Aqui

3 comentários:

  1. Meu Deus! Não há nada mais deprimente, que uma mocinha sem personalidade e que não se impõe. Ser teimosa, cabeça dura, brava, até confere certo charme, mas essa garota, sinceramente! O mocinho, é um dos mais cascas grossas, que eu já li em romances! Agressivo e violento em vários momentos. Tive esperanças que ela mudasse, adquirisse personalidade e auto confiança... fique só na esperança mesmo.

    ResponderExcluir
  2. Dá raiva de ler livros assim, eu tbém não gosto!
    Obrigada pelos comentários, Madalyne ;-)
    Abraço!

    ResponderExcluir
  3. Bem o que dizer deste livro> Um cara prepotente, arrogante, se achando o dono da verdade, que tratou a mocinha o tempo todo (na minha opinião) com total desrespeito e com certa dose de violência. Ele nunca se colocou no lugar dela para pelo menos tentar entendê-la! A garota no dia de seu casamento flagra o marido seminu na cama com outra mulher, desculpe mas uma imagem vale mais que mil palavras não é o que dizem? E depois leva um ano para explicar o que deveria ter sido feito de imediato se a amasse de verdade... teve total consideração com a ex e nenhuma consideração pela esposa, sabendo que ela já trazia um trauma por causa das infidelidades do pai. Ele demonstrou que a esposa vinha sempre em segundo plano. Primeiro consolou e cuidou da ex, segundo foi cuidar dos negócios do irmão para somente depois lembrar-se dela, já que ele sempre soube do seu paradeiro. Assim, acho que qualquer mulher com dignidade agiria da mesma forma que ela, pois estava se protegendo dele... ele não merecia o perdão dela, tudo bem que não a traiu naquele dia, mas também não foi em momento nenhum honesto com ela, pois não tinha contado sobre a noiva que estava viajando e depois pede que ela confie nele? Difícil né?

    ResponderExcluir